Castanhal - PA
WhatsApp

91 98146-6818

Polícia apreende 26 kg de maconha com colombiano no Tauá - Nós Na Mídia

Polícia

12/06/2016 às 12h39 - Atualizada em 23/06/2016 às 08h19

Polícia apreende 26 kg de maconha com colombiano no Tauá

administrador
Castanhal - PA
FONTE: ORM News

Foto: Akira Onuma

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil do Pará, prendeu ontem à noite o colombiano Juan Camilo Solano Olido, de 27 anos, com armas de fogo - três fuzis, uma metralhadora, granadas, uma pistola - e drogas, no município de Santo Antônio do Tauá. Juan já responde por um homicídio que ocorreu no Estado e agora também por tráfico de drogas.

Titular da DRE, o delegado Hennison Jacob explica que as investigações foram desencadeadas há uma semana, após a polícia receber a informação sobre a presença do estrangeiro, envolvido com o tráfico, no interior do Pará. No final da tarde de ontem a equipe de policiais civis localizou o sítio onde o suspeito se escondia. No local foram apreendidos cerca de 26 quilos de maconha do tipo skank, além de armas e munições.


Ao todo, foram apreendidos fuzis k-47, uma metralhadora, três carregadores de pistola, além de uma pistola nove milímetros, cinco granadas e 161 munições nove milímetros. O delegado explica que a prisão não põe fim no trabalho investigativo. O objetivo agora é tentar descobrir em qual “missão” o armamento seria usado. E tentar desvendar se as armas seriam usadas no resgate de presos ou roubos. 


Foto: Akira Onuma (O Liberal)Foto: Akira Onuma (O Liberal)Em relação à droga apreendida, o delegado afirma ser uma carga valiosa. Em média, cada quilo é vendido por R$ 1 mil. Todo material entorpecente foi recolhido e enviado ao Centro de Perícia Cientifica Renato Chaves (CPC), onde passará por perícia para identificar a origem.


Apesar de Juan ser da Colômbia, somente as investigações poderão determinar se o esquema tem relação com o tráfico internacional de drogas. Inicialmente, a PC já sabe que este tipo de entorpecente é transportado do Amazonas até o Pará. 


A operação foi executada no município de Santo Antônio do Tauá, no ramal do Espírito Santo, a 7 quilômetros da rodovia estadual que dá acesso à cidade. O colombiano estava morando em um sítio. Depois de realizar buscas na propriedade, os policiais identificaram a droga e as armas dentro de um galinheiro. 


O delegado Jacob explica ainda que outras duas pessoas estavam no local e se apresentavam como funcionários do acusado. A polícia ainda irá averiguar a situação dos dois homens. Mas inicialmente nenhum deles seria indiciado, apenas o colombiano por tráfico de drogas. “Ele está no Pará desde novembro, vamos apurar isto, mas já sabemos que ele responde em liberdade por um homicídio que ele cometeu em Castanhal”, explica.


A presença de colombianos no Pará não é novidade para equipe de polícia especializada da DRE. Outros, na mesma condição, já foram presos. “Nós desconfiamos que ele possa estar envolvido com aquele submarino encontrado no interior do Estado. Foi relativamente perto de onde ele estava neste sítio. Ele nega que tenha relação com o submarino, mas vamos investigar”, explica o delegado Hennison Jacob.


A Polícia Civil do Pará apreendeu o submarino no município de Vigia, no mês de dezembro do ano passado.  O caso é inédito no Brasil. E apesar de causar surpresa, a prática é mais comum do que se imagina entre traficantes internacionais de drogas.


 

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 254 VEZES

Comentários

Veja também

Nós Na Mídia
Editoriais
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Diego Smith