Castanhal - PA
WhatsApp

91 98146-6818

Pará tem 321 mil eleitores a mais em relação a 2014 - Nós Na Mídia

Política

26/07/2016 às 09h18 - Atualizada em 26/07/2016 às 09h18

Pará tem 321 mil eleitores a mais em relação a 2014

administrador
Castanhal - PA
FONTE: O Liberal

Foto: Divulgação

As eleições municipais deste ano terão 5.509.941 eleitores no Estado do Pará. O número corresponde a 3,762% do total de 144.088.912 eleitores no País aptos a votar no dia 2 de outubro. Nas eleições de 2014, o Pará teve 5.188.450 eleitores. Desde então, até julho deste ano, houve um acréscimo 321.491 novos eleitores.


Um total de 1.396.992 eleitores utilizarão a biometria na votação, em 22 municípios paraenses, enquanto 4.112.949 votarão sem biometria, nos demais 122 municípios. Na eleição deste ano 12,30% do eleitorado no Estado estão na faixa etária de 30 a 34 anos. Eleitores mulheres são 2.768.347 (50,24%) contra 2.739.764 homens (49,72%). No Pará, 155.648 votarão pela primeira vez. São 57.521 eleitores com 16 anos e 98.127 com 17 anos. No Pará, 1.854.286 eleitores (34% do eleitorado) possuem ensino fundamental incompleto, contra 193.402 eleitores (3,51%) com ensino superior completo. 


No Brasil, 92 municípios com mais de 200 mil eleitores têm a possibilidade de segundo turno, entre os quais, três paraenses: Belém, com 1.043.219 eleitores, 18,933% do total do Pará; Ananindeua, com 291.273 eleitores (5,286%), e Santarém, com 209.484 eleitores (3,802%). Pela estimativa do TSE, de 530 mil a 580 mil candidatos disputarão as eleições deste ano no País. Os custos para a realização das eleições municipais de outubro no País são estimados em R$ 600 milhões.


Os dados oficiais sobre as eleições deste ano foram anunciados ontem, pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, em entrevista coletiva. Os números também estão disponíveis no site do TSE (www.tse.jus.br). Como destacou o ministro, um eventual segundo turno, nesses 92 municípios, está agendado para ser realizado no dia 30 de outubro, para escolha do prefeito e do vice-prefeito. 


O segundo turno para prefeito, de acordo com a Constituição Federal (inciso II do artigo 29), ocorre quando nenhum dos candidatos obtém, no primeiro turno, mais da metade dos votos válidos, ou seja, daqueles dados exclusivamente aos candidatos que concorreram ao cargo. Neste caso, segundo o TSE, disputam o segundo turno os dois candidatos a prefeito mais votados.


Das 26 capitais dos Estados, 25 têm mais de 200 mil eleitores e podem ter segundo turno em outubro. Não há eleições municipais no Distrito Federal e em Fernando de Noronha (PE). Em Tocantins, não há nenhum município com mais de 200 mil eleitores. São Paulo é o Estado com maior número de municípios com mais de 200 mil eleitores, sendo 28 no total. Em seguida, vem o estado do Rio de Janeiro, com dez municípios; Minas Gerais, com oito; e Paraná e Rio Grande do Sul, com cinco cada um.

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 249 VEZES

Comentários

Veja também

Nós Na Mídia
Editoriais
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Diego Smith